">
Home
Dicas Gerais
voltar
Técnicas
Modelos
Foto das alunas
Pintura das alunas
Brindes especiais
Imprensa

 

 

TECIDOS

As tintas para tecido podem ser aplicadas em quase todos os tipos de tecido, ou seja: lona, brim, sarja, cambraia, juta, linho, popeline, tricoline, gorgurão, fustão, georgette, musselina, chifon etc. que são 100% de algodão, pré-lavados ou pré-encolhidos.

Não recomendamos a pintura em tecidos 100% sintéticos como nylon, poliéster.

Em tecidos engomados, aconselhamos que os mesmos devem ser lavados antes da pintura, porque a tinta ao invés de aderir ao tecido aderirá na goma e ao lavar-se o mesmo sairá a goma levando consigo a tinta.

Sempre fazer um teste em um pedaço de 30x40 cm, deixar secar por 72 horas e lavar.

Dicas tecidos:

  • Quando trabalhar com tecidos de algodão finos (popeline, linho, tricoline, etc.) estique muito bem o tecido sobre a mesa, prendendo com fita crepe ou tachinha as quatro pontas do tecido.
  • Nos tecidos mais finos é necessário o uso de um bastidor para apoio do tecido.
  • Nos tecidos mais grosso pode-se trabalhar direto na mesa ou em pranchas de compensado.
PINCÉIS

Para tecidos opacos:
De cabo amarelo e cerdas duras (vários tamanhos de chato e redondo)
Variação: use rolinho ou buchinha que possibilitam um trabalho mais rápido e resulta traços mais suaves.

Para tecidos transparentes:
De cabo marrom ou vermelho, cerdas mais suaves (vários tamanhos de chato e redondo)
ou de cabo amarelo e cerdas duras e chatas (vários tamanhos de chato e redondo)

Dicas pincéis:

  • Tenha sempre vários pincéis a mão, mantenha-os em copo com água durante o uso
  • Após o uso, lave-os com detergente e buchinha deixando correr bem a água, depois deixe de molho com creme rinse
  • Tirar o creme rinse e guardá-los com as cerdas para cima

MESA PARA PINTAR

Só deve ficar na mesa o tecido que será pintado. Aprenda a trabalhar colocando as tintas e os pincéis em uma mesa auxiliar. Assim não correrá o risco de sujar o seu trabalho. De preferência mesa alta para trabalhar em pé, pois permite maior movimento.

O ESBOÇO

Antes de começar a pintar o tecido, convém preparar previamente um esboço num papel sulfite a estampa que desejar para ter um guia a seguir.
Use o pincel, a cor da tinta diretamente no papel sulfite.
Lembre que o controle da mão no pincel é bem diferente que o lápis ou caneta hidrográfica.

TINTA PARA TECIDO OPACOS (lona, sarja, brim, linho, etc)

São espessas e precisam ser diluídas em água. Acrescente de 30% a 40% de água.
Ex. um vidro de 250 ml de tinta + 30% de água que será 75 ml de água.

Tipos: Acrilex para tecido, acrilex serigráfica, tec screen serigráfica ou similar

TINTA PARA TECIDOS TRANSPARENTES (seda mista, musselina, chifon, crepe, georgette, etc)

São aquareladas e não precisam ser diluídas. Se dilui com água (até 50%) obterá tons mais claros.

Tipos:Prince, Seda Color ou similar

As tintas aquareladas espalham-se com mais facilidade nos tecidos por isso usamos alguns recursos como:

Guta: aplicado com bisnagas faz uma barreira entre as cores, não permitindo que uma cor se sobreponha à outra. Existem gutas transparentes, douradas, prata, brancas, pretas. Aplicar a guta com traço bem solto fechando o desenho.
Evite deixar áreas fechadas muito pequenas, pois fica mais difícil seu preenchimento.
As gutas coloridas são legais quando aplicadas como grafismo, depois do tecido pintado

Espessante: misturado com a tinta evita que ela se espalhe, fica com a consistência de mel, mais grossa, porém mantém sua transparência.

Efeito manchas: usar e abusar do recurso das aquareladas que se espalham e misturam-se entre si as cores enquanto molhadas, formando manchas muito bonitas.

Pouca tinta: com pouca tinta no pincel faça os traços depois preencha também com pouca tinta, colocando atinta longe do traço.

Dica para tintas:

  • você pode utilizar as duas tintas (aquareladas e espessas) em um mesmo tecido, aproveitando o que cada técnica tem de bom, por exemplo a transparência ou a opacidade. Use sua criatividade e ouse em seus trabalhos.
  • Deixe as tintas que precisam ser diluídas já preparadas e coloque-as em garrafinhas (de água minalba por exemplo) transparentes prontas.
  • Prepare várias cores misturando-as. Por exemplo: vermelho + amarelo= laranja, azul+amarelo= verde e azul + vermelho= roxo, etc... As cores primárias (amarelo, vermelho e azul) compõem todas as outras. A tonalidade e quantidade da cor na mistura geram tons diferentes de laranja, verde, roxo, etc.
  • Agite bem a tinta antes de usar, pois os pigmentos ficam no fundo do frasco.
  • Tampe bem os frascos de tinta, pois com o tempo formam corpos sólidos. Lave os frascos vazios para reaproveitá-los.

A PINTURA

  • Não deixe excesso de tinta no pincel, para não carregar a pintura.
  • As pinceladas devem ser feitas sempre no mesmo sentido dos traços da figura do desenho.
  • A pintura não deve cobrir totalmente o tecido. Este estilo permite uma certa transparência entre as pinceladas. Deixe o branco ou cru aparecer, isso dará uma luminosidade ao seu trabalho.
  • Deixe a mão leve se o pincel estiver muito carregado de tinta. Aperte mais a medida em que a tinta for acabando.
  • As pinceladas graciosas exigem harmonia, ritmo e equilíbrio. Treine bastante e veja como elas vão se modificar à medida que você adquirir confiança e experiência no uso do seu espaço.
  • Desenhos simples e cores bem combinadas é uma fórmula para o sucesso de sua estampa.

MARCAÇÕES

A nossa pintura em tecido é a mão livre, não usamos riscos com lápis ou carbono. A pintura é muito mais bonita quando feita livremente.

Se fizer necessário fazer marcações no tecido segue alguma sugestões:

  • utilizar lápis da mesma cor da tinta que vai pintar
  • dobrar o tecido, ideal para quadrados ou listras
  • marcar com barbantes fixos nas pontas da mesa

PREENCHIMENTO DE FUNDO

Com um pincel chato ou buchinha (mais largo que o utilizado na figura) pintar acompanhando o formato de cada figura deixando um espaço em branco em toda volta.
Pintar a camada seguinte de cada figura até que elas se encontrem.

Este preenchimento não é para ser chapado, no final aparecerão as marcas do pincel e algumas transparências com o fundo do tecido, dando movimento e graça na pintura.

GRAFISMO

Grafismo são traços soltos que se faz acompanhando a figura. O charme da pintura em tecido é conseguido nesta etapa. Quanto mais solta estiver a mão mais bonito fica o resultado. O grafismo é feito com aplicadores tipo tubinhos de várias espessuras de pontas de bico (fino, médio, largo) e tinta serigráfica na cor que desejar. A cor preta é a ideal, mas pode usar a cor que quiser.


Dicas grafismo:

  • Usar a tinta serigráfica em aplicadores com pontas de espessura fina e média. Colocar a tinta nos aplicadores de plástico com ajuda de um pequeno funil fazendo sucção (apertando o aplicador). Usamos a tinta serigráfica porque é mais barato, vc faz a cor que quiser e não cria relevo.
  • Existem tubinhos prontos da Acrilex, Squizze e outros no mercado com várias cores, porém a tinta tem relevo.
  • Você pode comprar os aplicadores em casas que vendem produtos para perfumaria e laboratório ou em loja que vendem tintas para tecido.
  • Os aplicadores com ponta fina devem ficar guardados de ponta cabeça e com um alfinete de bolinha na ponta.
  • Limpar sempre ao bicos após o uso, pois as tintas ressecam deixando resíduos que entopem a ponta.
  • Treine em um pedaço de tecido e crie seus próprios traços trazendo para o seu trabalho a sua marca, a sua personalidade.
  • Evite bolinhas no início ou volumes espessos de tinta no tecido. Caso aconteça, pressione com o dedo achatando a bolinha.